GOL ­ IMP - Imperatriz

IMP - Imperatriz

Sul maravilha

Imperatriz não poderia ter uma posição mais estratégica: cortada pela rodovia Belém-Brasília pelo Rio Tocantins, é o escoadouro natural de toda a produção industrial e agrícola do fértil e empreendedor Sudoeste maranhense.

Não à toa a cidade se transformou na segunda mais populosa do estado – e, por isso, é virtual candidata ao posto de capital de um possível estado do Maranhão do Sul, a ser referendado por um plebiscito ainda não realizado.

A cidade é bastante animada, com bares e danceterias que funcionam na Avenida Beira-Rio. Mas não são apenas as diversões urbanas que estão à espera do forasteiro: Imperatriz é o caminho mais curto para visitar a deslumbrante Chapada das Mesas.

Para os lados da Belém-Brasília, o destaque é um bem-estruturado parque aquático. Mas é na região central que a cidade concentra seu agito: bares, restaurantes e boates garantem uma vida noturna bastante animada, às margens do Rio Tocantins.

No período de veraneio local, as mesmas águas proporcionam ainda mais diversão aos visitantes, que aproveitam as praias fluviais. Vale cruzar a fronteira do estado de Tocantins e curtir os melhores balneários, que aparecem na cidade de Filadélfia.

Mas é em solo maranhense que fica a mais incrível atração dos arredores. Entre Carolina e Riachão (a menos de 300 km de Imperatriz), espalha-se a Chapada das Mesas, um parque nacional com trilhas, cachoeiras, cânions e morros que formam um playground natural.