JOI - Joinville

É maior!

Os números não mentem: Joinville é a maior cidade catarinense tanto em população (mais de 500.000 habitantes) quanto na economia: o maior PIB do estado está aqui. Mas nem só de negócio vive a cidade. Quem vem a trabalho pode facilmente esticar o fim de semana.

Joinville ainda respira a colonização alemã; basta notar a arquitetura enxaimel de muitos prédios, mas também os hábitos da população e a mesa dos principais restaurantes. Essa ligação é reforçada por grandes eventos culturais urbanos, mas alguns atrativos rurais reservam um lado especial das tradições dos imigrantes.

Tudo isso ainda se soma a uma posição geográfica privilegiada. Do Centro ou do mirante do Morro da Boa Vista, já se avista a Baía da Babitonga. Apenas 50 km separam Joinville do mar.


No Centro, a Via Gastronômica (Rua Visconde de Taunay) divide atenções com a Alameda Brütslein. Esta ruela, cercada por palmeiras, leva à antiga sede da Colônia Dona Francisca, casa de campo da realeza brasileira que deu origem à urbanização da cidade. No prédio, um museu conta a história da imigração alemã.

A colonização também está presente nos roteiros de turismo rural, que levam a centros de venda de produtos coloniais, fazendas históricas e cultivo de flores.

O mar está pertinho. O passeio de escuna pela Baía da Babitonga é um clássico local e inclui parada na ilha de São Francisco do Sul – que tem um bem preservado casario colonial português, além do imperdível Museu Nacional do Mar.

​​
voltar