MCZ - Maceió

Maceió

Verde-água

Por Ricardo Freire

A orla mais fotogênica do Nordeste começa na praia de Pajuçara, onde jangadas perfiladas aguardam para levar turistas às piscinas naturais no meio do mar. A enseada ganha um belo coqueiral na Ponta Verde, cujo pontal é marcado por um farol. Depois da curva, as águas represadas na maré baixa parecem ainda mais verdes, antes do mar ficar aberto à altura da Jatiúca.

Pensa que os turistas se contentam? Por mais bonitas que as praias urbanas de Maceió sejam, acabam servindo apenas de aperitivo para sair em busca de águas ainda mais bonitas, coqueirais mais densos, piscinas naturais mais cristalinas.

Na volta à cidade, depois de um dia de passeio, Maceió recebe o visitante com a mais variada coleção de restaurantes que você encontrará numa capital do seu porte. Do típico sururu à comida peruana, a mesa de Maceió é tão apetitosa quanto suas praias.

O que fazer em Maceió

Quando der preguiça de pegar estrada, pegue praia em Ponta Verde, em barracas como Lopana e Canoa (ótimas também no happy hour). Ponta Verde e Jatiúca têm restaurantes, mas a zona de bares é Stella Maris, perto do restaurante Divina Gula.

Se for ao litoral Norte, almoce na volta num dos bons restaurantes dos altos de Ipioca. Mas se o destino do dia for o litoral Sul, a parada obrigatória é nos restaurantes à beira do canal de Massagueira. Antes de voltar ao hotel, passe no Pontal da Barra, onde rendeiras vendem filé, a renda tradicional de Alagoas.

Maragogi – e suas famosas Galés – está a duas horas de viagem. Se puder, programe uma noite por lá; a viagem fica mais agradável.

voltar