GOL Lança serviço de Stopover em São Paulo

Companhia é a primeira aérea do Brasil a oferecer o serviço, neste momento, com exclusividade no mercado paulista para Clientes com escala nos aeroportos de Guarulhos, Congonhas e Viracopos  

São Paulo, 21 de agosto de 2019 – A partir de hoje, os Clientes da GOL Linhas Aéreas Inteligentes que tiverem voos com escala em um dos aeroportos de São Paulo (Congonhas, Guarulhos ou Viracopos) poderão ficar na cidade como uma parada intermediária de sua viagem, por até duas noites e sem custo adicional, com o novo serviço de Stopover. A novidade dará mais opções e facilidades aos Clientes que escolhem voar com a empresa.

“Estamos muito felizes com esta parceria inédita com o Governo do Estado de São Paulo. Hoje nos tornamos a primeira Companhia aérea do Brasil a oferecer o serviço de Stopover e, neste momento, com exclusividade para o mercado paulista. Esse produto aumentará o leque de serviços e trará ainda mais conveniência e benefícios aos nossos Clientes, que também poderão aproveitar as possibilidades de turismo, cultura, lazer, compras e negócios que a cidade tem a oferecer”, afirma Paulo Kakinoff, presidente da GOL. “Atualmente, temos uma média de 32 mil passageiros que chegam diariamente ao Estado de São Paulo, e a possibilidade de fazer essa parada adicional certamente será um grande atrativo, com duas viagens em um só bilhete”, conclui.

Na prática, quem sair de Salvador com destino à Porto Alegre, por exemplo, e tiver uma conexão em São Paulo, poderá desembarcar com as suas bagagens e ficar até duas noites no Estado antes de seguir viagem para a capital gaúcha, sem custos.

Neste primeiro momento, os bilhetes com essa facilidade poderão ser adquiridos pelo site www.voegol.com.br, principal canal de vendas diretas da Companhia ao consumidor. Até o final do ano, a GOL abrirá a venda para os demais canais proprietários, como aplicativo, mobile VoeGOL e pelo programa de pequenas e médias empresas VoeBiz. Para o próximo ano, após consolidação do produto, também será estendido aos parceiros comerciais, como agências de viagens, e estratégicos (Air France e KLM).

  • Compartilhe